TV Jaguá News

Postado em 15/02/2024 às 10:55:00

compartilhar

Carnaval 2024 no Ceará: Redução histórica da violência e crimes

Carnaval 2024 no Ceará: Redução histórica da violência e crimes

O trabalho integrado das Forças de Segurança do Governo do Ceará durante a Operação Carnaval 2024 trouxe bons resultados para a segurança pública. De acordo com balanço da Superintendência de Pesquisa e Estratégia da Segurança Pública (Supesp-CE), divulgado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na tarde desta quarta-feira (14), durante os dias de folia, houve um redução de 31,1% do número de vítimas de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), comparado ao mesmo período do ano passado. Com 31 vítimas em todo o Ceará, esse é o menor número de homicídios registrados no estado, durante o Carnaval, desde 2010. No feriadão de 2023, foram 45 CVLIs.

O titular da SSPDS, Samuel Elânio, atribuiu o resultado positivo à política de trabalho integrado que as Forças de Segurança cearense têm realizado. “O trabalho resultou na maior redução na série histórica de homicídios, nesse período, desde de 2010. Uma redução bastante relevante. É o fruto do trabalho de todas as vinculadas, mostrando que o trabalho feito com seriedade dá resultados positivos”, pontuou o secretário. “Podemos considerar que tivemos uma operação de sucesso. Ganha a segurança pública, mas ganha, principalmente, a população”, enfatizou Samuel Elânio.

A Operação Carnaval 2024 contou com o trabalho diário de 7.730 agentes da Segurança Pública, que atuaram desde a sexta-feira (9) até hoje (14), com missões de executar o policiamento ostensivo em locais estratégicos, críticos e de visibilidade nos principais eventos carnavalescos; regulamentar as medidas de coordenação, fiscalização e execução das atividades de Polícia Judiciária; atuar em operações de bombeiro militar durante o período carnavalesco, a fim de salvaguardar vidas e patrimônios; e realizar ações de patrulhamento aéreo, com a finalidade de prevenir e reprimir ações delituosas.

O delegado-geral da Polícia Civil do Ceará (PCCE), Márcio Gutiérrez, comemorou a diminuição de CVLIs e outros resultados positivos da Operação. “Empregamos 1.200 policiais civis, homens e mulheres, que estiveram trabalhando em mais de 30 delegacias, principalmente nos corredores de carnavais, e mesmo em cidades que não tinha Carnaval estruturado com essa finalidade. Mantivemos toda uma estrutura interligada com as outras forças de segurança. Como resultado tivemos resultados de queda (de índices) muito bons, e assim continuamos à disposição da sociedade cearense”, concluiu.

Durante o período de folia, também ocorreu redução de 66,7% no número parcial de vítimas, do gênero feminino, de CVLI em território cearense, se confrontado com os resultados de 2023. No feriado deste ano, houve uma (01) vítima de CVLI do sexo feminino, enquanto no carnaval do ano passado, foram três (03).

Redução de Roubos e Furtos
Os números, que correspondem ao período de 18 horas da última sexta-feira (9) até as 6 horas desta quarta-feira (14), também mostraram redução de 53,57% na quantidade de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) registrados, em comparação a 2023. Este ano, foram registrados 254, enquanto no ano passado contabilizou 504. O resultado é o menor desde 2009. O número de furtos também sofreu decréscimo. O número caiu de 946 registros em 2023 para 532 no Carnaval deste ano, contabilizando uma redução de 43,76%.

O comandante-geral da Polícia Militar do Ceará, Cel Klênio Savyo, comentou o resultado do balanço divulgado. “Planejamos as nossas ações com antecedência, observando, e não deixando nenhuma área sem cobertura. Com o resultado positivo, conseguimos bater os resultados dos últimos 14 anos. O Carnaval deste ano foi um no qual nossa tropa se dedicou fortemente. Deixamos a mensagem que pode confiar no sistema de segurança pública”, pontuou.

Ações de salvamento
As ações do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) resultaram em 18.188 prevenções aquáticas, durante o período em todo o estado. O comandante-geral do CBMCE, Cel. Cláudio Barreto, destacou o trabalho importante de prevenção.

“Nps atuamos muito na área preventiva, colocamos placas de sinalização nas praias, trabalhamos com drones para interação com os banhistas, entrega de pulseiras de identificação, além dos bombeiros militares trabalhando no salvamento. Um trabalho que estivemos fortemente alinhados. O resultado disso é que não tivemos vítimas fatais”, finalizou.

 

 

Fonte: SSPDS

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também